Open Space: as vantagens e desvantagens

Pretende apostar num open space? Veja as dicas

Open Space: ter ou não ter? Eis a questão! Se pretende apostar numa mudança mas não sabe que benefícios ou entraves lhe poderá trazer, temos algumas pistas para si. 

Fonte: letsdiyhome.com

De onde vem o conceito de open space? 

O conceito de open space foi introduzido, na década de 80, pela arquiteta francesa Charlotte Périand que revolucionou as áreas sociais dos apartamentos, projetando as cozinhas abertas sobre as salas e evitando assim que as “donas de casa” se sentissem excluídas das atividades familiares que decorriam enquanto elas preparavam as refeições numa divisão à parte. Este novo estilo ganhou força e tornou-se bastante comum existirem casas onde não existem divisões separadas e todos os diferentes espaços coexistem de forma harmoniosa. 

Quais são, então, as principais vantagens do open space

Se tem uma casa pequena,a junção das duas divisões permite-lhe optimizar o espaço, não só no que toca à arrumação e organização, mas também no que toca às zonas de passagens. 

Para além disso, e tendo em conta o ritmo de vida acelerado das sociedades modernas, o tempo de convívio em família é cada vez mais limitado, pelo que os espaços abertos vem trazer a oportunidade de estar mais próximo dos seus sem nenhuma parede ou obstáculo pelo meio. Certamente se recordam de quando alguém ficava sozinho a cozinhar e os restantes se divertiam na sala: com o open space isso já não acontece!

E as desvantagens? 

Sim, também existem algumas desvantagens. Comecemos pelos cheiros: não ter uma ou mais paredes a separar a cozinha da sala pode fazer com que a o cheiro da comida se sinta na casa toda, principalmente na sala e mesmo já depois da refeição ter terminado. 

Outra desvantagem é a harmonia visual, isto é, como este espaço é visto como um só, se a cozinha estiver desarrumada também a sala irá parecer desarrumada e vice-versa. E se há quem goste do convívio, também há quem goste de ter os seus momentos mais privados aquando das suas tarefas culinárias, algo que fica impossibilitado devido à não existência de paredes ou divisórias. 

Alguns fatores a ter em conta

Se realmente quer apostar num open space entre cozinha e sala, deixamos-lhe algumas dicas de como o fazer correctamente.

  • A decoração deve complementar-se: se tenciona criar um espaço conjunto, não o poderá pensar como duas divisões em separado. A decoração e o estilo devem manter a mesma linha a fim de criar harmonia visual e ser funcional. Aposte também na escolha de materiais similares. 
  • Os espaço devem estar bem delimitados: ainda que o objetivo seja ter um espaço comum, é necessário ter alguma divisão ténue entre os espaços, algo que se consegue através de uma mesa de jantar que pode marcar a transição entre a sala e a cozinha. Também as bancadas em estilo ilha, móveis, estantes ou biombos poderão fazer o efeito pretendido. 
  • Tirar as medidas corretas: antes de começar a planear o seu projeto em open space, garanta que tira as medidas correctas e que, assim, não cair no erro de não ter o espaço necessário entre o sofá e a televisão, espaço para o frigorífico ou até para as cadeiras da mesa de jantar. Uma boa solução é recorrer a mobílias extensíveis e funcionais que poderão ser arrumadas depois da sua utilização. 

Deixamos-lhe agora algumas ideias para se poder inspirar:

Fonte: decoracaosemduvida.com.br
Fonte: nodecora.com.br


Inês Rita

March 10, 2020 - 2:04 pm

1